Manhã de confusão, morte e ônibus incendiados no Estácio e Rio Comprido

Motivos para os ataques é uma represália à morte de 2 mototaxistas do Morro de São Carlos.

Um dos ônibus sendo consumido pelas chamas, no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

Um dos ônibus sendo consumido pelas chamas, no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

Dois ônibus foram incendiados na manhã de hoje em dois pontos ao redor do Complexo de São Carlos, entre os bairros do Estácio e Rio Comprido, região central do Rio. A confusão começou por volta das 07:30 da manhã no Largo do Estácio, onde fica o principal acesso do Morro de São Carlos. Manifestantes entraram em confronto com os policiais, que revidaram com balas de borracha, bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. A razão para o protesto seria a morte de dois mototaxistas do São Carlos que, segundo os moradores, foram assassinados por policiais do BOPE (o Batalhão de Operações Especiais). O primeiro ônibus incendiado pertence à Auto Viação Tijuca, do Consórcio Intersul e fazia a linha 229 (Usina x Castelo), foi abordado pelos manifestantes, que ordenaram a saída do motorista e de todos os passageiros. Em seguida começaram a apedrejar e, logo após, o incendiaram. Segundo o motorista, Washington Souza Amaral, a ação foi muito rápida, durou pouco mais de 10 minutos. Moradores roubaram gasolina de um posto na esquina com a Rua Maia de Lacerda, para poder jogar no ônibus. O ônibus estava lotado, cerca de 60 pessoas no ônibus. As chamas atingiram a fiação da Light e o toldo de um sacolão que fica próximo à Rua Maia de Lacerda. Curiosos filmaram e registraram toda a situação.

Bombeiros trabalhavam para conter as chamas do segundo ônibus incendiado, no Rio Comprido. Foto: Gabriel P. Gomes

Bombeiros trabalhavam para conter as chamas do segundo ônibus incendiado, no Rio Comprido. Foto: Gabriel P. Gomes

Já o segundo ônibus pertence à Auto Viação Alpha, também do Consórcio Intersul e fazia a linha 202 (Rio Comprido x Praça XV), foi incendiado na parte de trás do Morro de São Carlos, na Rua Campos da Paz, no Rio Comprido. Da Mangueira, segundo relatos, conseguia se visualizar a densa fumaça negra do ônibus sendo consumido pelas chamas. Segundo testemunhas, o mesmo grupo pôs uma retroescavadeira no meio do cruzamento com a Rua Aristides Lobo, para impedir a passagem dos carros, abordaram o motorista e logo em seguida incendiaram o ônibus. Tanto na região da Campos da Paz, quanto do Largo do Estácio, permanecem sem luz. Técnicos da Light já estão na região para fazer os reparos necessários.

Em entrevista à Globo News, o delegado da Divisão de Homicídios da Capital, Rivaldo Barbosa, disse que está investigando as circunstâncias dos assassinatos e prometeu que, mesmo sendo policiais ou traficantes os autores dos assassinatos, não ficará sem resposta o caso.
Ele ainda fez um apelo para que os moradores parem de protestar usando o vandalismo como principal meio de chamar atenção: “A gente pede que eles usem essa revolta para nos dar informações”. Veja outras imagens dos ônibus atentados:

Bombeiros trabalhando no rescaldo do ônibus incendiado no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

Bombeiros trabalhando no rescaldo do ônibus incendiado no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

Curiosos acompanham o outro ônibus sendo incendiado. Foto: Gabriel P. Gomes

Curiosos acompanham o outro ônibus sendo incendiado. Foto: Gabriel P. Gomes

O que sobrou do primeiro ônibus incendiado, no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

O que sobrou do primeiro ônibus incendiado, no Largo do Estácio. Foto: Gabriel P. Gomes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s