Flores, Mageli, Real Rio e Vera Cruz saem do Américo Fontenele por motivo de segurança

Decisão partiu após ônibus de 3 das empresas do Grupo JAL terem sido apedrejados na Central do Brasil.

1-p1260930

A linha 478B (Mesquita x Central) foi uma das que saíram do Terminal Américo Fontenele. 

Quem circula pelo Terminal Américo Fontenele já deve ter reparado que algumas linhas de 4 empresas saíram do local. São elas: Transportes Flores, Expresso Real Rio, Transportes Mageli e Auto Viação Vera Cruz. Esta mudança foi decidida, inicialmente, pela Flores, Real Rio e Mageli, após no último sábado cerca de 8 ônibus da Flores e Real Rio terem sido apedrejados por um não-pagamento de uma “taxa” para criminosos do Morro da Providência. Nesta decisão conjunta, a Mageli e a Vera Cruz também optaram em restabelecer os itinerários anteriores das linhas até a Candelária.

Sem título.jpg

Imagens publicadas no Facebook no último sábado mostra o rastro de destruição após as depredações. Autor do post: Luiz Felipe Grigório

Ao todo, foram 14 linhas que tiveram seus itinerários alterados, de acordo com o antigo ponto final na Candelária e na Praça Mauá, já que anteriormente as linhas foram encurtadas em razão da inauguração da linha 1 do VLT.

Empresa Linha Novo local*
Vera Cruz 478B – Mesquita x Central (via Chatuba) Rua Sacadura Cabral, em frente ao Hospital dos Servidores
479B – Mesquita x Central (via Banco de Areia e Praça Mauá) Rua Sacadura Cabral, em frente ao antigo prédio do INEA
Flores 471B – Praça da Bandeira x Central Avenida Presidente Vargas, entre a Rua Uruguaiana e a Avenida Rio Branco (pista central)
472B – Coelho Branco x Central
474B (473B) – Coelho da Rocha x Central
Real Rio 112B – Itaguaí x Central Rua Visconde de Inhaúma, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Acre (sentido Central), em regime circular
116B – Itaguaí x Central
144B (441B) – Santa Sofia x Central
444B – Cabuçu x Central (via KM 32)
446B – Lagoinha x Central (via KM 32)
Mageli 140B – São João de Meriti x Central Rua Visconde de Inhaúma, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Acre (sentido Central), em regime circular
511B – Parque Araruama x Central
512B – Vilar dos Teles x Central
513B – Vila Tiradentes x Central (via Vila Rosali)
514B – Éden x Central
516B – Venda Velha x Central
* Os locais não estão precisos, pois alguns motoristas estão realizando outros itinerários para evadir-se do Américo Fontenele

Segundo informações apuradas, criminosos do Morro da Providência estariam cobrando uma propina de R$ 4.000,00 das empresas que circulam no Terminal Américo Fontenele para usufruírem do terminal, que é de responsabilidade da concessionária Rio Terminais. Mesmo os “criminosos” terem deixado as empresas pararem no terminal no período diurno, o Portal Flumibuss esteve circulando na região da Presidente Vargas e Central e não viu nenhum ônibus das empresas parando no Terminal.

1-p1270239

As empresas tentam uma reunião com o secretário de segurança, Roberto Sá, para tentar contornar a situação, mas até agora nenhum resultado concreto foi divulgado, e isto porque a sede da Secretaria Estadual de Segurança fica próxima ao Terminal. Até não se resolver a situação, os passageiros serão os mais prejudicados por uma decisão de preservar o patrimônio (os ônibus).

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Detro, Notícias. ligação permanente.

3 respostas a Flores, Mageli, Real Rio e Vera Cruz saem do Américo Fontenele por motivo de segurança

  1. Verdadeiro absurdo. A criminalidade como sempre se impondo ante ao Estado, e “fazendo o que dá na telha” com o sistema. Não é de hoje que acompanho as notícias do transporte no Rio de Janeiro, e percebo com muita tristeza uma realidade cada vez mais negra, nebulosa. Quem sai perdendo como sempre, é a parcela mais humilde da população, como os trabalhadores que já sofrem tanto com as rotinas diárias de trabalhos cansativos e mereceriam uma forma mais digna de idas e vindas de casa trabalho, mas não. Precisam sofrer alterações de itinerário, andar em ônibus vandalizados. Traficantes, bandidos e vândalos. Estamos vivendo em um país de anarquia. E, infelizmente, anotem: a tendência é piorar. Isso, amigos, que estamos falando de um tema que é compartilhado entre nós: Mobilidade Urbana. Se formos para outros temas, então… Um verdadeiro pesadelo! Um P.S. necessário: Aqui em Curitiba a coisa não é muito diferente não. Eventualmente temos vandalismo gratuito no transporte público, com ônibus sendo constantemente atacados, tendo vidros riscados, bancos (e olhem que aqui são de plástico) arrancados e queimados, estações-tubo e terminais pichados, com mobiliários quebrado… Muito triste.

  2. Gil Pirata diz:

    É isso aí mas uma vez, os “DONOS” do Rio ganharam… e viva o poder público

  3. Arlindo diz:

    Uma semana depois, sabem dizer se essa situação se mantém?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s