Santa Maria encerra as atividades

Quase 48 horas após o sindicato da categoria anunciar a adesão à greve geral de 28/04, a empresa é a primeira a fechar em 2017.

TEXTO: Gabriel Petersen Gomes, do Rio de Janeiro

1-P1270870

A empresa possuía uma frota de 80 ônibus convencionais e 36 articulados do sistema BRT, empregando cerca de 380 profissionais.

 

A Transportes Santa Maria, integrante dos Consórcios Transcarioca e BRT, decretou oficialmente o encerramento das atividades nesta quarta-feira, após uma paralisação que começou na tarde de ontem (25/04). Durante a troca de turnos, os motoristas recolheram todos os ônibus para a garagem e os passageiros de suas 4 linhas (sendo 3 convencionais e 1 alimentadora) sentiram os efeitos disso.

Segundo os rodoviários da empresa, a paralisação foi motivada pelos constantes atrasos no salário, além da falta de pagamento do Vale-Refeição, FGTS, os constantes pagamentos de multas e “vales” (desconto no contracheque de alguns itens que vão contra a conduta da empresa), além do não-pagamento da Hora alimentação.

Vídeos e fotos publicados nas redes sociais mostram o protesto dos rodoviários na porta da garagem, que fica em Curicica – na Zona Oeste do Rio.

WhatsApp Image 2017-04-26 at 01.42.45

WhatsApp Image 2017-04-26 at 01.42.25

Na primeira foto, os rodoviários em reunião com o diretor da empresa; Na segunda foto, a garagem da empresa fechada, com a frota recolhida. Foto: Divulgação Facebook/Anônimo

Em entrevista ao Jornal O Dia e ao RJTV, o diretor Paulo Valente afirma que a decisão de fechar a empresa foi motivada pelo não reajuste das passagens, uma das cláusulas do contrato de concessão feito em 2010, e pela ineficácia da Secretaria Municipal de Transportes em combater as vans e kombis piratas que circulam concorrendo com os itinerários da empresa. Porém, segundo fontes ouvidas pelo Portal Flumibuss, o declínio da empresa ocorreu também por conta do não pagamento dos valores devidos por parte da SMTR às empresas do consórcio BRT, o que motivou a diminuição da frota nas ruas. Cabe lembrar que a Santa Maria foi uma das empresas mais atingidas pela implantação do BRT Transcarioca, onde todas as suas linhas viraram alimentadoras.

1-P1270983

Já a Rio Ônibus, em nota publicada nesta quarta-feira, credita o fechamento da empresa como “consequência direta da crise financeira que tem impactado o setor de transporte por ônibus, principalmente pela decisão da Prefeitura do Rio de não reajustar as tarifas – em desobediência ao que determina o contrato de concessão assinado em 2010.” Ainda segundo a nota, “a Santa Maria é a primeira empresa do setor no Município do Rio que chega ao limite de paralisar totalmente sua operação por não conseguir arcar com o cumprimento de obrigações como o pagamento de salários a rodoviários e a outros prestadores de serviços, além dos custos com insumos como o óleo diesel, por exemplo, que tem elevado impacto sobre as empresas”. A Secretaria Municipal de Transportes ainda não se pronunciou sobre o encerramento da empresa e nem sobre um plano emergencial para a assumidão das linhas da empresa e da cota no sistema BRT.

SANTA MARIA FECHA AS PORTAS DOIS DIAS DEPOIS DO ANÚNCIO DE GREVE GERAL

O fechamento da Santa Maria ocorreu dois dias após o Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro (SINTRATURB) anunciar a adesão à chamada “Greve Geral” convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) contra as reformas promovidas pelo presidente Michel Temer (a trabalhista – que abre caminho para a terceirização de todas as atividades-fim – e previdenciária). Segundo o sindicato, além da Santa Maria, outras 8 empresas foram acionadas na Justiça do Trabalho por correrem sérios riscos de fecharem as portas: América, Estrela Azul, Litoral Rio, Madureira Candelária, Pégaso, São Silvestre e VG. A VG e a São Silvestre já fizeram paralisações no mês de Março, porém, retornaram as atividades.

O presidente do sindicato, Sebastião José, alertou que as paralisações podem se tornar frequentes nos próximos dias se os direitos não forem regularizados: “Tem empresas que estão atrasando salários há dois meses, colocam pessoas de férias e não pagam. A Justiça já deu prazo para algumas dessas empresas comprovarem a regularidade dos pagamentos”, afirmou o sindicalista.

A Rio Ônibus e a Secretaria Municipal de Transportes não se pronunciaram a respeito da paralisação de sexta-feira.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Santa Maria encerra as atividades

  1. Algarve, Bangu, Santa Maria… Empresas tradicionais (principalmente as duas últimas) sofrendo com a deterioração do transporte urbano no RJ. Que pena!!! Uma pena, mesmo!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s