Reginas reativa a linha urbana Guapimirim x Castelo

É a primeira empresa intermunicipal à restabelecer a opção de ônibus de duas portas ao coração do Centro do Rio, além ser a primeira intermunicipal à cruzar o trecho antes proibido da Avenida Rio Branco.

P1320321

Ônibus da Reginas acessando a Avenida Rio Branco. É a primeira linha urbana intermunicipal de volta à região do Castelo.

 

Começou na última segunda-feira uma importante mudança para os passageiros da linha de Guapimirim para o Centro do Rio. As linhas 195C e 196C, que faziam o percurso Guapimirim x Central do Brasil foram prolongadas para o Terminal Menezes Cortes, na região do Castelo e não adentram mais o Terminal Américo Fontenele.

A mudança, segundo funcionários da empresa, foi uma medida de segurança, já que desde o início do ano, traficantes do Morro da Providência estariam cobrando uma propina de R$ 5.000,00 para as empresas utilizarem o espaço do terminal, conforme o Portal Flumibuss noticiou em primeira mão. As empresas do Grupo JAL (Flores, Real Rio e Mageli) se recusaram a pagar e tiveram ônibus atacados, enquanto que a Auto Viação Vera Cruz retirou por medida de segurança.

P1320347

Além desta mudança, que beneficia os passageiros que para chegar à região do Castelo, só tinham a opção do ônibus executivo, que custa R$ 18,10, as linhas urbanas Guapimirim x Castelo passam a trafegar na Avenida Rio Branco, no trecho que antes era restrito aos ônibus das linhas troncais, conforme mostra o mapa abaixo

Capturar

Ilustração: Gabriel Petersen Gomes

Vale lembrar que a Viação Reginas reativou, também, a linha 127C – Magé x Candelária, na expectativa para esvaziar ainda mais o terminal Américo Fontenele. Ainda não se sabe se as demais empresas que operam no Terminal atrás da Central do Brasil farão o mesmo.

Do Rio de Janeiro, Gabriel Gomes

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Reginas reativa a linha urbana Guapimirim x Castelo

  1. Excelente iniciativa da Reginas!!! Mas, na verdade, é uma vergonha para o Estado ter uma área urbana de uso coletivo e amplo como o TAF sofrer retaliações por parte de traficantes. No final das contas, temos que ressaltar, que sofre são os usuários. Se bem que, no caso das linhas da Reginas, por exemplo, há até um benefício, visto que muitos passageiros usavam o metrô ou outros ônibus, ou ainda o VLT para acessar as outras partes da região do centro do Rio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s