Linhas da Viação VG voltam à Ipanema em 2019

As linhas 483, 485 e 486 voltarão a fazer ponto final na Praça General Osório. Além disso, é prometido nova racionalização na área central, por causa da Linha 3 do VLT

Uma nova dança das cadeiras, melhor dizendo, dos pontos finais está chegando com 2019. Umas benéficas, outras, nem tanto. Em audiência realizada na última sexta-feira na Câmara de Vereadores, a secretária municipal de Transportes, Virgínia Salerno, detalhou para os vereadores alterações em itinerários na região de Copacabana, Ipanema e no Centro da cidade.

Secretária Virgínia Salerno discursando sobre as alterações durante a audiência na Câmara de Vereadores. Foto: Reprodução – Prefeitura do Rio

Copacabana: Atendendo à demandas da Associação de Moradores de Copacabana, 4 linhas da região da Siqueira Campos terão alterações de itinerário, a partir de Janeiro, sem data exata definida. A mais importante das alterações será em relação às linhas da Viação VG que ainda param na Rua Siqueira Campos. Após 3 anos depois de serem cortadas de Ipanema, em virtude da racionalização, as linhas 483 (Penha via Expressa), 485 (Fundão via Linha Vermelha) e 486 (Fundão via Avenida Brasil) voltarão a trafegar e fazer ponto final na Praça General Osório, juntando-se à linha 484 (Olaria x General Osório), que voltou no final de 2017. Além disso, a linha 471 (Triagem x Siqueira Campos) passa a operar como Circular na região. Confira:

Linhas 483, 485 e 486 – alterações de vista para: 
> 483 – Penha x General Osório (via Expressa/Bonsucesso)
> 485 – Fundão x General Osório (via Linha Vermelha/Túnel Santa Bárbara)
> 486 – Fundão x General Osório (via Avenida Brasil/Túnel Santa Bárbara)

Itinerário atual: (…) Rua Barata Ribeiro, Rua Figueiredo Magalhães, Praça Vereador Rocha Leão, Rua Siqueira Campos (ponto terminal em frente ao nº 143), Rua Siqueira Campos, Av. Nossa Senhora de Copacabana (…)

Itinerário alterado: (…) Rua Barata Ribeiro, Túnel Prefeito Sá Freire Alvim, Rua Raul Pompéia, Av. Rainha Elisabeth da Bélgica, Rua Teresa Aragão, Rua Prudente de Moraes, Rua Teixeira de Melo (Praça General Osório), Rua Teixeira de Melo (Praça General Osório – ponto terminal), Rua Visconde de Pirajá, Rua Francisco Sá, Av. Nossa Senhora de Copacabana (…)

Linha 483 e 484, que voltarão a fazer ponto final juntos na Praça General Osório

Linha 471 – Alteração da vista para:
471 – Triagem x Siqueira Campos (Via Túnel Velho – CIRCULAR)

Itinerário atual: (…) Rua Real Grandeza, Túnel Alaor Prata (Túnel Velho), Rua Siqueira Campos (ponto terminal pista interna entre a Rua Joseph Bloch e a Ladeira dos Tabajaras), Rua Siqueira Campos, Rua Tonelero, Rua Figueiredo Magalhães, Túnel Alaor Prata (Túnel Velho), Rua Dr Sampaio Correia, Rua Real Grandeza (…)

Itinerário alterado: (…) Rua Real Grandeza, Túnel Alaor Prata (Túnel Velho), Rua Siqueira Campos (ponto regulador na pista de rolamento), Rua Tonelero, Rua Figueiredo Magalhães, Túnel Alaor Prata (Túnel Velho), Rua Dr Sampaio Correia, Rua Real Grandeza (…)

Centro do Rio: Com a inauguração da Linha 3 do VLT (Central x Aeroporto Santos Dumont via Marechal Floriano), a SMTR está desenvolvendo um estudo sobre a sobreposição espacial entre as linhas de ônibus do Centro da cidade e o VLT.

O processo de alteração das linhas será gradual. A primeira etapa envolverá um grupo restrito de linhas convencionais do eixo Norte-Oeste que vão para o Centro através da Av. Brasil, podendo ser seccionadas em locais que garantam a segurança e o conforto dos passageiros. As outras etapas vão contemplar linhas de ônibus provenientes de outras regiões da cidade.

VLT na Avenida Marechal Floriano: falta apenas a pavimentação da via auxiliar para carros, já que a via não servirá mais para passagem de ônibus. A inauguração está prevista para Janeiro. Foto: Gabriel Petersen Gomes

As alterações nos itinerários destas linhas já estavam previstas desde o início da implantação do VLT, que está concluindo seu projeto original e estará totalmente estabelecido na cidade. As mudanças nas linhas de ônibus estão previstas para o início de 2019.

Vale destacar que não haverá perda para o usuário, que não vai precisar pagar a segunda tarifa. Ou seja, poderá pegar dois ônibus e o VLT , no período de duas horas e meia, e pagar apenas uma tarifa. É bom ressaltar, também, que o VLT é um modal de transporte limpo, seguro, silencioso, com ar condicionado, e, por ter prioridade e não enfrentar congestionamentos, tende a ser mais rápido nos horários de pico e, consequentemente, encurtar o tempo de viagem dos passageiros. A economia de tempo que os usuários terão nesta nova configuração será de cerca de 20 minutos.

Todos os estudos serão submetidos à audiência pública com o objetivo de ouvir a sociedade quanto às mudanças planejadas.

Com informações da Prefeitura do Rio

Anúncios

A “nova velha” cara da Matias

Com uma das frotas mais novas da cidade, a empresa apresenta a nova identidade em 44 novos ônibus

A Rodoviária Matias, do Consórcio Internorte, apresentou para os passageiros de duas das suas 3 linhas urbanas a sua nova velha cara, depois da assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta celebrado entre Rio Ônibus e Prefeitura do Rio, liberando as pinturas tradicionais. Foram adquiridos 44 unidades do CAIO Apache Vip, modelo que já se faz presente na frota da empresa desde o lançamento da 4ª geração, em 2014.

A empresa optou em manter a frota padronizada com o Apache Vip, da CAIO, modelo que ela opta desde o lançamento da 4ª geração, em 2014.

As novas unidades são semelhantes à todas as outras unidades adquiridas ao longo dos últimos anos: possuem o chassi Mercedes Benz OF-1721 equipados com suspensão pneumática, o que propicia viagens mais confortáveis, paineis eletrônicos de itinerário da FRT, sendo as externas na cor branca e a interna na cor âmbar, sistema de duas roletas, para agilizar o embarque, e elevador para portadores de necessidades especiais da Foca. Os diferenciais desta nova remessa para os demais são o ar-condicionado, fabricado pela Valeo (antiga Spheros), a presença de tomadas USB em todas as poltronas e Wi-Fi, além do tradicional verde da empresa, marca registrada da região em que ela opera – o Grande Meier. Por conta de uma imposição feita logo após a assinatura do TAC e a regulamentação, por parte da SMTR, da “despadronização”, a pintura da Matias veio com a “saia” (parte de baixo) branca. Esta imposição da saia branca caiu dias depois.

Foram duas remessas adquiridas. A primeira, de 10 unidades, chegou em meados de Outubro, substituindo os Marcopolo Torino, vendidos para a Transportes Campo Grande (e que você já conferiu eles aqui, reveja). A segunda, de 34 unidades, chegou ao longo do mês de Novembro e substituiu o restante dos Marcopolo Torino, fabricados em 2015, além de substituir parte dos primeiros CAIO Apache Vip da 4ª geração, também vendidos para a Campo Grande. Por enquanto, não há previsão para a repintura dos demais carros da frota circulante da empresa.

Confira a galeria!

Os desdobramentos da nova greve da Estrela Azul

No segundo dia, apenas as linhas 292, 434 e 435 estão sendo cobertas pelos consórcios

Passageiros de 6 linhas da Transportes Estrela Azul, integrante dos consórcios Intersul e Internorte, pelo segundo dia enfrentaram problemas, em decorrência da nova paralisação dos funcionários da empresa, que possui garagens em Vila Isabel e no Sampaio, Zona Norte do Rio.

Funcionários cruzaram os braços pelo fato de a empresa não ter cumprido o acordo feito com o sindicato da categoria, durante audiência realizada no Tribunal Regional do Trabalho, no Centro do Rio. Empresa e sindicato acordaram o pagamento dos 8 meses de salário atrasado em 24 parcelas, além da quitação de 13º salário e outros benefícios atrasados, como a cesta básica, o que não aconteceu.

Os consórcios Intersul e Internorte acionaram o plano emergencial desde as primeiras horas de ontem, envolvendo, até o momento, 3 empresas da cidade: Braso Lisboa, A.V. Tijuca e Vila Isabel. Confira como está a situação até agora:

  • 292 (Engenho da Rainha x Castelo) = Braso Lisboa
  • 311 (Engenheiro Leal x Candelária) = Suspensa
  • 434 (Grajaú x Siqueira Campos via Lapa) = A. V. Tijuca
  • 435 (Grajaú x Gávea-PUC via Real Grandeza) = Vila Isabel
  • 436 (Grajaú x Leblon via Rebouças) = Suspensa
  • 464 (Maracanã x Siqueira Campos – Circular) = Suspensa
Ônibus da Braso Lisboa operando a 292. Todos com ar-condicionado e numa frequência melhor do que a Estrela Azul 

O Portal Flumibuss conferiu nas ruas a frequência ofertada em 2 das 3 linhas cobertas pelo plano emergencial (292 e 434), ontem e hoje, e constatou que o intervalo entre os ônibus, das duas linhas, se comparado com a Estrela Azul está muito baixo. E, no caso da 292, toda a frota destinada para a operação possui ar-condicionado. Com a Estrela Azul, só 5 ônibus possuíam ar-condicionado, isso quando os mesmos não rodavam desligados

Auto Viação Tijuca operando a 434 no rush da manhã. Os intervalos da linha foram ajustados ao longo dos dois dias e quase todos passam com praticamente lotação de banco.

Em nota divulgada para a mídia, a Estrela Azul “ressalta que a paralisação dos colaboradores é reflexo da maior crise já enfrentada pelas empresas de ônibus do Rio de Janeiro. “A defasagem tarifária vem criando restrições para a empresa, que apresenta dificuldades para cumprir com seus compromissos financeiros, inclusive a folha de pagamento de seus rodoviários”

É a terceira paralisação dos rodoviários da empresa só este ano, cobrando o pagamento dos salários atrasados (as outras greves foram em Fevereiro e Setembro). Nas duas ocasiões, a greve não durou 2 dias. 

Nova frente de obras da TransBrasil desvia o itinerário de linhas a partir de sábado

A alteração acontecerá na altura do Caju e afetará 71 linhas municipais e, cerca de, 70 linhas intermunicipais

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria de Transportes, divulgou nesta quarta-feira que a partir deste sábado, um trecho de 500 metros da pista lateral da Avenida Brasil será interditada para dar prosseguimento às obras do BRT TransBrasil, que se arrastam desde 2014. O trecho fica entre as Ruas Sá Freire e Conde de Leopoldina, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio. 

Duas das empresas intermunicipais que terão o itinerário de suas linhas afetadas, União e Mauá

Com a mudança, a Rua Conde de Leopoldina terá o sentido invertido, funcionado da Rua Bela para a Avenida Brasil, enquanto que a Rua Monsenhor Manuel Gomes ficará em regime de mão dupla entre a Rua Conde de Leopoldina e a Rua General Bruce. Além disto, o ponto da passarela 01 no sentido Centro será deslocado para a Rua Conde de Leopoldina.

Percurso que será feito pelos carros e ônibus durante o tempo em que as obras no trecho. Divulgação Prefeitura do Rio

A mudança afetará 71 linhas municipais e, cerca de, 70 serviços paradores das linhas intermunicipais que vão em direção ao Centro do Rio, e eles terão que obedecer o seguinte itinerário:

Atualmente: … Avenida Brasil (pista lateral) – Rua Bela – Rua José Clemente – Avenida Brasil (pista lateral), seguindo o itinerário normal
A partir de sábado: … Avenida Brasil (pista lateral) – Rua Bela – Rua Conde de Leopoldina, seguindo o itinerário normal

A previsão é que as obras no trecho durem 13 meses, sendo reaberto somente em 01/01/2020. E a nova previsão dada pela Prefeitura para que toda a obra do BRT seja entregue somente em 2020

As alterações nos mapas das linhas municipais em nosso guia de linhas e empresas estará disponível ao longo do mês de Dezembro. Confira nosso guia em: http://bit.ly/guiaflumibussrj

Paranapuan anuncia o retorno da linha 910 para Madureira

Quatro anos após ter sido seccionada, a linha retorna ao itinerário original

A Transportes Paranapuan informou, em sua página no Facebook, que a partir deste sábado (22/09), uma lenda da Zona Norte estará de volta: a 910 Madureira x Bananal. Quatro anos após ter sido seccionada em duas linhas (910A – Bananal x Fundão e 912A – Ramos x Vaz Lobo), a linha retorna ao itinerário original, após sucessivas modificações.

Ao longo dos últimos dias, a empresa foi fazendo suspense na página, como esta publicação:

Agora é pra tirar a curiosidade do pessoal. Sim, estamos de volta! =D

Publicado por Transportes Paranapuan S/A em Quarta-feira, 19 de setembro de 2018

O retorno da 910 para Madureira era muito desejado pelos moradores da Ilha, pois com o advento do BRT, os passageiros foram obrigados à fazer baldeação no Terminal Aroldo Melodia, na Ilha do Fundão. E, em 2018, com a situação ficando ainda pior, com o corte irregular, por parte do consórcio operador, da linha 36 (Fundão x Alvorada – Expresso) e a substituição pela linha 43 (Fundão x Santa Efigênia – Expresso), que circula somente em horários específicos.

A imagem pode conter: céu e atividades ao ar livre

Foto publicada na página da Paranapuan, com o letreiro da 910 já atualizado. Foto: Reprodução – Facebook Transportes Paranapuan

Segundo a Paranapuan, o ponto final em Madureira será na Rua São Geraldo, em frente à estação de trem no lado da Rua João Vicente, onde a mesma fazia ponto antes de ser reduzida. A linha seguirá pelas Avenidas Ministro Edgard Romero e Monsenhor Félix, até chegar à Estrada Padre Roser, onde seguirá o trajeto já realizado anteriormente. A linha ganhará um reforço na frota e os horários serão ajustados ao longo do próximo mês.

Informações:

Atual denominação: 910 – Bananal x Irajá (via Largo do Bicão)
Nova denominação: 910 – Bananal x Madureira (via Largo do Bicão)
Primeiro horário: 03:50, saindo do Bananal

Novo itinerário
Sentido Madureira: … Estrada Padre Roser – Rua Gabriel Lisboa – Rua Marquês de Aracati – Avenida Monsenhor Félix – Avenida Ministro Edgard Romero – Rua Conselheiro Galvão – Viaduto Prefeito Negrão de Lima – Rua Padre Manso – Rua Manoel Martins – Rua São Geraldo (ponto final em frente ao nº 20)

Sentido Bananal: Rua São Geraldo – Rua João Vicente – Rua Domingos Lopes – retorno em cima do Mergulhão do Campinho – Rua Domingos Lopes (pista sentido Viaduto) – Viaduto Prefeito Negrão de Lima – Rua Conselheiro Galvão – Avenida Ministro Edgard Romero – Avenida Monsenhor Félix – Estrada Padre Roser, de onde segue o itinerário normal.

Já é a segunda mudança nas linhas da empresa em 1 mês. No início de Setembro, a linha 924 (Aeroporto x Bananal) foi reativada, com promoção para pagamento em dinheiro, no valor de R$ 3,00. E segundo a empresa, a linha 914 deverá ser a próxima a ser reativada, modificada para ser Fundão x Jardim América.

 

Prefeitura do Rio entrega parte dos 150 novos ônibus

Estiveram presentes na entrega, as novas aquisições da Novacap, Ideal e Nossa Senhora da Graças

O Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, entregou nesta quinta-feira (30), uma parte dos 150 primeiros novos ônibus após a assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre o poder municipal e o Rio Ônibus, sindicato que representa as empresas de ônibus da cidade do Rio. A cerimônia aconteceu nos Galpões do Engenhão, na Zona Norte do Rio e contou com a presença do Prefeito, do presidente do sindicato, Claudio Callak e motoristas das 3 empresas que levaram seus ônibus novos: Novacap, Ideal e Nossa Senhora das Graças.

Foram apresentados 35 dos 90 ônibus que chegaram para as empresas. As compras têm muitos itens em comum: São do modelo Apache Vip, da CAIO Induscar, com os chassis Mercedes Benz OF-1721 e equipados com plataforma elevatória para portadores de necessidades especiais. Além disto, os novos ônibus vieram equipados com internet Wi-Fi e carregadores USB, itens obrigatórios após o TAC assinado, e possuem paineis da FRT, sendo os da Graças na cor âmbar

Durante a coletiva, o Prefeito Crivella falou sobre a importância de se ter chegado ao acordo:

– Era preciso trazer pra cidade uma nova imagem desse relacionamento da classe política com a classe empresarial dos ônibus, e e nós chegamos a um acordo, que eu tenho certeza que será de bom grado para a população.

Além da importância, ele falou sobre os itens equipados nos novos ônibus:

– Tem um excelente padrão: com GPS, Wi-Fi, carregador de celular, tem câmera também pra gente não sair com o carro enquanto tem uma pessoa saindo lá atrás. Com esses “aparatos”, vamos poder ter aplicativos que as pessoas vão saber a hora certa de descer no ponto de ônibus, porque não vão esperar muito.

Confira no Instagram TV do Portal Flumibuss os discursos do prefeito, acesse o @portalflumibussrj

O presidente do Rio Ônibus, Claudio Callak, disse, durante o seu discurso, que a entrega dos novos ônibus representa “uma nova era” na cidade do Rio, e que os novos ônibus darão “início a melhoria do sistema de qualidade do transporte do Rio de Janeiro”.

Das 3 empresas presentes na apresentação, a Viação Novacap adquiriu a maior quantidade, com 50 ônibus. Enquanto que a Nossa Senhora das Graças adquiriu 25 e a Viação Ideal adquiriu 15 novos. Confira empresa por empresa:

VIAÇÃO IDEAL:

A empresa insulana adquiriu 15 novos ônibus para reforçar o atendimento das linhas da empresa. Todos os ônibus já seguem o padrão que a empresa vinha adotando desde 2016, quando começou a padronização com a marca CAIO Induscar. Os ônibus irão aumentar a frota de todas as suas linhas, pois vêm com numerações que antes eram vagas. Inclusive,  estes foram os primeiros a circular; Começaram a circular nesta sexta-feira (31). Veja galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

VIAÇÃO NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS: 

Outra empresa que manteve o seu padrão de compra, veio com 25 novos ônibus. Curiosamente, não há nenhuma indicação sobre a presença de carregador USB e Wi-Fi. Para o retorno das pinturas individuais, a empresa adotou o padrão de quando era a Viação Saens Peña (a parte do meio branca, com a coroa de Nossa Senhora das Graças). Veja galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

VIAÇÃO NOVACAP:

A empresa da Vila Valqueire inovou em sua aquisição. Voltou com o padrão de embarque pela frente e saída após o eixo traseiro, pondo plataforma elevatória para portadores de necessidades especiais na parte do meio. Além disto, será a empresa que trará a maior quantidade nessa remessa: serão 50 novos ônibus, com a distribuição, a princípio, sendo 20 para a linha 371 (Praça Seca x Tiradentes), 15 para a linha 624 (Mariópolis x Praça da Bandeira) e outros 15 para a 917 (Bonsucesso x Realengo), e sua variante, via Rua Marina. Veja galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Garagem da Transportes Paranapuan é interditada pelo INEA

A interdição é resultado de um processo que pedia a suspensão total por operar serviços potencialmente perigosos

Pode parecer mentira, mas não é. A garagem da Transportes Paranapuan, na Cacuia, Zona Norte do Rio, foi interditada pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA) na noite desta terça-feira. A motivação para a interdição foi um processo aberto pelo órgão ambiental que pedia a suspensão total das atividades da empresa, por operar serviços potencialmente perigosos, como abastecimento de frota, lavagem, lanternagem e pintura, lubrificação e reparos mecânicos e elétricos.

A interdição aconteceu por volta das 21:00, no horário que as linhas da empresa costumam começar a recolher; E foi baseada no inciso IX do artigo 2º da Lei Estadual nº 3467/2000. O processo aberto pelo Conselho de Fiscalização do órgão pedia a suspensão total das atividades após as devidas fiscalizações. Numa imagem que circula pelas redes sociais, mostra o lacre preso na porta da empresa.

WhatsApp Image 2018-08-14 at 22.45.20

Lacre da interdição na garagem da Paranapuan. Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

Como a empresa não pode utilizar a garagem, a solução encontrada para o recolhimento da frota foi parar nas ruas no entorno da garagem, como a própria Estrada do Galeão, e nos pontos finais das linhas operadas pela empresa, como a Praça Iaiá Garcia, na Ribeira. Numa pesquisa feita no site Rio Bus, dá para ver muitos carros da empresa no lado de fora, enquanto há poucos do lado de dentro.

Capturar6

Capturar61

Ônibus da Paranapuan parados, em pesquisa no site Rio Bus, no entorno da garagem da empresa e na Praça Iaiá Garcia, na Ribeira. Foto: Reprodução/Rio.Bus

Leia o trecho da decisão da reunião do conselho diretor do INEA, o que originou a interdição de hoje, proferida em Maio deste ano

IX. E-07/002.3588/17 – Transporte Paranapuan S.A.. Requerimento: Deliberar quanto à proposta da área técnica de suspensão total das atividades por operar serviços potencialmente perigosos tais como: abastecimento de frota, lavagem, lanternagem e pintura, lubrificação e reparos mecânicos e elétricos. Decisão: Conforme considerações do Coordenador da COFIS, o Conselho Diretor decidiu ratificar os procedimentos de fiscalização, visando à suspensão total das atividades.

Nesta quarta-feira o transporte das linhas da empresa não será tão afetado, porém, caso a interdição persista, não se sabe qual será o desfecho. Até o fechamento desta publicação, a Transportes Paranapuan não divulgou nenhuma nota a respeito do caso.