Reginas recebe mais ônibus com ar

Depois de receber unidades sem ar, agora foi a vez das linhas metropolitanas receberem mais ônibus, com ar.

A Auto Viação Reginas, de Duque de Caxias, recebeu nos últimos dias, mais uma remessa de ônibus novos. Trata-se de uma nova remessa do Apache Vip, fabricado pela CAIO Induscar, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721, equipados com suspensão a ar. Não há informações sobre a quantidade certa adquirida, mas, segundo as informações, foram adquiridos 10 unidades. Semelhantes aos primeiros adquiridos no começo do ano, não há muitas diferenças entre ambas as remessas. Possuem paineis Mobitec, de cor âmbar, elevador para portadores de necessidades especiais localizado na porta de desembarque, janelas inteiriças, com exceção de duas delas, para permitir circulação de ar natural em caso do ar-condicionado quebrar, e vieram com posto de cobrador. Uma outra curiosidade: estes foram os últimos ônibus adquiridos pela empresa com o sistema de emplacamento antigo, pois, desde o último dia 11/09, o padrão passa a ser o que é vigorado no Mercosul.

P1420507Inicialmente, estes ônibus estavam escalados nas linhas que ela herdou da Expresso Mangaratiba, fechada após duas intervenções do Departamento de Transportes do Estado (DETRO), mas nesta semana, os mesmos foram realocados para a linha 427C, que liga o bairro de Vilar dos Teles, em São João de Meriti, até a região da Candelária, no Centro do Rio.

Porém, com a confirmação da licitação do transporte intermunicipal, não se sabe o que acontecerá com as linhas que a Reginas possui em São João de Meriti e Belford Roxo, já que as linhas que ela possui nos dois municípios serão licitados em conjunto com Nilópolis e Mesquita, enquanto que as outras linhas serão licitadas no lote que engloba Duque de Caxias, Magé e Guapimirim.

Veja mais fotos! (Clique nas fotos para abrir em tamanho original)

 

Anúncios

O retorno dos ônibus com ar da Mauá e ABC para o eixo Niterói x São Gonçalo

As duas empresas adquiriram 60 ônibus com ar para operar as principais rotas entre Niterói e São Gonçalo.

Quem depende das linhas que ligam Niterói à São Gonçalo, operadas pela Auto Viação ABC e Viação Mauá, se surpreenderam neste mês de Julho com o retorno dos ônibus com ar-condicionado para as linhas 143 (Niterói x São Gonçalo), 408 (Alcântara x Niterói via Porto Velho), 409 (Alcântara x Niterói via Trindade) e 532 (Alcântara x Niterói).

Para a nova operação, as duas empresas adquiriram, juntas, 60 ônibus. As configurações escolhidas foram as mesmas: carroceria Torino, fabricado pela Marcopolo, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721 com suspensão a ar; Paineis eletrônicos da FRT, aparelho de ar-condicionado da Valeo Bus (antiga Spheros do Brasil), elevador para portadores de necessidades especiais da Foca-Braun e 2 portas para embarque e desembarque, sendo esta localizada no meio do ônibus. Seguindo as últimas compras, os novos ônibus da Mauá e ABC vieram equipados, também, com câmeras nas laterais e traseira que ajudam na hora de manobrar e com telas com sinal de TV aberta.

AUTO VIAÇÃO ABC:

P1400951

Os Torino adquiridos pela ABC também vieram com uma novidade. A adoção de uma nova pintura que, a princípio, ficará restrita aos ônibus com ar. Os 30 comprados por ela circulam nas linhas Alcântara x Niterói via Porto Velho (408) e Trindade (409). E eles substituem ônibus fabricados em 2007. A empresa não adquiria ônibus desde 2014, quando chegaram 2 Marcopolo Ideale.

VIAÇÃO MAUÁ:

P1400858

Já a Mauá optou por manter a tradicional pintura com o fundo prata, e as 30 unidades adquiridas foram divididas para as linhas 143 (Niterói x São Gonçalo) e 532 (Niterói x Alcântara), tapando alguns buracos na numeração sequencial da frota.

CURIOSIDADES:

  • Os 60 Marcopolo Torino adquirido por ambas são os primeiros após a unificação dos modelos Torino S com o New Torino. No caso destes, a base da carroceria é a do Torino S, porém, as lanternas (frontais e traseiras) são do New Torino.
  • Desde 2004 que não havia ônibus com ar circulando nas 4 linhas mencionadas nesta publicação. Há uma história, que circulou durante muito tempo, em que as principais empresas que operam entre Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (Grupo Galo Branco, Grupo Rio Ita e Grupo Mauá) fecharam um acordo para que nenhuma das empresas dos 3 grupos pusessem ônibus com ar-condicionado, acordo este que teria vigorado até este ano.

Confira mais fotos! (Clique/Toque na foto para abrir ela em tamanho maior)

São José adquire um pacote de ônibus semi-novos

Foram adquiridos ônibus oriundos de várias empresas, como a Matias, Estrela Azul e Nossa Senhora da Penha

A Viação São José, de Nova Iguaçu, atendendo as suas necessidades, foi às compras e adquiriu um grande pacote de ônibus semi-novos para acréscimo às suas frotas municipal e intermunicipal. Foram adquiridos:

  • 4 ônibus modelo Apache Vip, da CAIO, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721, fabricados em 2014, vindos da empresa Estrela Azul, na capital
  • 10 ônibus modelo Mega Plus, da Neobus, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1519, fabricados em 2014 e 2015, vindos da empresa Nossa Senhora da Penha, de Mesquita.
  • 7 ônibus modelo Audace, da Marcopolo, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721, fabricados em 2014, vindos da empresa Matias, da capital
  • E, por fim, outros 5 ônibus modelo Apache Vip, da CAIO, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1519, fabricados em 2014, vindos da empresa Verdun, também da capital.
P1400679

Um dos 4 ônibus adquiridos da Estrela Azul, na capital.

Dos ônibus adquiridos, 5 Mega Plus e os 5 Apache Vip oriundos da Verdun foram destinados ao setor municipal da empresa, onde circulam na linha 123 (Nova Iguaçu x Vila de Cava), e o restante dos ônibus adquiridos foram destinados ao setor intermunicipal da empresa, sendo que os outros 5 Mega Plus adquiridos, os Apache Vip oriundos da Estrela Azul foram destinados à linha 541 (Nova Iguaçu x Pavuna – via Light) e os frescões oriundos da Matias circulam nas linhas de Belford Roxo para o Centro do Rio, que a mesma herdou da extinta Viação Caravele.

P1400372

Os frescões adquiridos da Matias vieram para reforçar as linhas que ligam Belford Roxo ao Centro do Rio.

Com as aquisições, a frota da empresa passa a ter, no total, 240 ônibus, sendo 58 na frota municipal e 182 na frota intermunicipal. Com a absorção das linhas da Blanco em Belford Roxo e Nilópolis, muito provavelmente ela terá que aumentar mais ainda.

Confira mais fotos:

A primeira renovação 2018 da Montes Brancos

Empresa da Região dos Lagos acrescenta mais 9 novos ônibus à sua frota, todos com ar-condicionado

1-P1390104A Viação Montes Brancos, de Araruama, na Região dos Lagos fluminense, colocou para rodar sua primeira renovação de frota 2018. Trata-se de mais 9 novos ônibus do modelo Torino, da Marcopolo. O chassi escolhido desta vez foi o OF-1519 da Mercedes Benz. Não há muita diferença em relação às outras unidades adquiridas nos últimos meses, exceto pelo chassi. Pois o padrão adotado permaneceu o mesmo: Ar-condicionado fabricado pela Spheros, elevador para portadores de necessidades especiais embutido no ônibus, o que otimiza o espaço no corredor, gerando mais 4 bancos, paineis eletrônicos e sistema de anunciador de próxima parada da FRT.

Os 9 novos ônibus vêm como acréscimo de frota, preenchendo algumas numerações vagas após o remanejamento de frota para a Viação São Pedro e foram todos deslocados para o setor Cabo Frio da empresa, onde circulam pelas linhas do setor na região, tais como:

  • B101 – Cabo Frio x São Pedro d’Aldeia
  • B125 – Cabo Frio x Baixo Grande
  • B165 – Cabo Frio x Búzios (via Estrada Nova)
1-P1390124

Os novos ônibus vêm como acréscimo de frota, preenchendo numerações vagas.

A cabeça do grupo SMS, Auto Viação Salineira, também recebeu novos ônibus. Foram 6 ao total, sendo 4 para o setor municipal de Arraial do Cabo, 1 para o setor municipal de Cabo Frio e 1 para o setor intermunicipal.

Confira mais fotos!

Passagens de ônibus intermunicipais aumentam neste domingo

E diferentemente do que o Detro havia divulgado no final de 2017, 80% das linhas sofrerão reajuste e outros 20% ficarão com as tarifas estáveis ou terão redução irrisória

1-P1370558

As linhas urbanas que partem do Rio para Maricá, Guapimirim, além do distrito-sede de Magé tiveram o maior aumento: De R$ 11,50 para R$ 12,00.

Começou a vigorar neste domingo, o reajuste nas passagens dos ônibus metropolitanos e intermunicipais do estado do Rio. Porém, houve reviravolta na história, entenda:

  • No final de dezembro, a autarquia havia concedido o primeiro reajuste, através da portaria nº 1769, que, pela primeira vez, seria negativo, dado a retirada de R$ 0,2783 do cálculo de passagem, autorizado pelo governador Luiz Fernando Pezão. A portaria determinava que o reajuste seria concedido a partir do dia 08 de Janeiro (segunda-feira passada). Os reajustes reais variavam entre -3,75% e 1,74%, o que baratearia 60% das linhas intermunicipais do Estado. Tal revisão foi determinada pelo Tribunal de Contas do Estado, a partir de comunicado do Ministério Público, alertando que, desde 2013, leis federais promoveram desoneração fiscal e acabaram com as cobranças de PIS e Cofins para empresas de transporte público.

  • No dia 05 de Janeiro, a autarquia republicou a portaria do dia 28 de Dezembro, porém adiando o reajuste que seria dado a partir do dia 08 para o dia 14 (hoje). E, amanhã, dia 15, seria a vez das vans intermunicipais a aumentarem os valores. Porém, os reajustes reais permaneceram entre -3,75% e 1,09%.

  • Porém, na última sexta-feira, dia 12, a autarquia publicou uma nova portaria que cancelou a portaria do dia 28 e publicou uma nova portaria reajustando 80% das linhas, enquanto que os outros 20% permaneceram com os mesmos valores. Porém, esta “manobra” foi motivada por dois processos, que constam nas considerações da nova portaria. Segundo as informações recebidas, estes dois processos foram abertos pela Federação das Empresas de Transporte do RJ, a FETRANSPOR, que teria se irritado com o barateamento das linhas.

Posto isto, segundo a nova portaria, os cálculos dos reajustes ficaram definidos da seguinte forma:

Linhas Metropolitanas; serviços SA, A e AC: 6,84% (antes: 4,03%)
Linhas não Metropolitanas; serviços SA: 4,07% (antes: 1,33%)
Linhas não Metropolitanas; serviços A e AC: -5,23% (antes: -5,62%)

A tarifa modal, que antes passaria a custar R$ 3,85, continua em R$ 4,00. As linhas metropolitanas que custavam R$ 4,25 e R$ 4,55 também permanecem com os valores inalterados.

1-P1370950

A linha Petrópolis x Três Rios, operada pela Viação Progresso, teve uma redução de 5,23% na passagem, passando a custar R$ 23,08.

 

As linhas que custavam a partir de R$ 5,35 terão os valores reajustados pra cima. Partindo da Rodoviária Novo Rio, a linha que teve a maior redução foi a rota Rio x Raposo (distrito de Itaperuna), de R$ 136,30 para R$ 126,59 (em consulta realizada no site da Auto Viação 1001, que opera o trecho). Cabe lembrar que o Bilhete Único Intermunicipal não teve reajuste, permanecendo com a tarifa de R$ 8,00. Confira abaixo os valores atualizados das linhas metropolitanas:

Tarifa atual Nova tarifa Variação real Exemplo
 R$        4,00  R$        4,00 0% 541L – Nova Iguaçu x Cascadura (V. N. S. Penha)
 R$        4,25  R$        4,25 0% 484M – Niterói x Alcântara (Fagundes)
 R$        4,55  R$        4,55 0% 547P – Sepetiba x Jardim Paraíso (Ponte Coberta)
 R$        5,35  R$        5,40 0,93% 537R – Niterói x Itaipu (Amparo)
 R$        6,05  R$        6,20 2,48% 415C – Jardim Leal x Central (Limousine Carioca)
 R$        6,75  R$        6,95 2,96% 709D – Charitas x Candelária (Garcia)
 R$        7,25  R$        7,45 2,76% 427C – Vilar dos Teles x Candelária (Reginas)
 R$        8,20  R$        8,45 3,05% 755D – Charitas x Gávea (1001)
 R$        8,65  R$        8,95 3,47% 486C – Xerém x Candelária (TREL)
 R$        9,15  R$        9,50 3,83% 110D – São Gonçalo x Passeio (Coesa)
 R$        9,80  R$     10,15 3,57% 533D – Alcântara x Méier (Mauá)
 R$      11,50  R$     12,00 4,35% 196C – Guapimirim x Central (Reginas)

A lista completa com todas as tarifas das linhas, urbanas e rodoviárias, pode ser consultada aqui

Leia a íntegra da nova portaria:

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES
DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS
ATO DO PRESIDENTE EM EXERCÍCIO
PORTARIA DETRO/PRES. N.º 1373 DE 11 DE JANEIRO DE 2018
AUTORIZA NOVAS TARIFAS PARA O SISTEMA DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES
RODOVIÁRIOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – DETRO/RJ, no uso de suas
atribuições legais e tendo em vista o que consta dos processos E-10/005/12379/2017 e E10/005/495/18,

CONSIDERANDO:
– que o último reajuste tarifário foi autorizado em 10/01/2017, entrando em vigor em
14/01/2017;
– que neste período ocorreram variações nos preços dos insumos que incidem sobre a
prestação dos serviços de transporte coletivo rodoviário intermunicipal por ônibus, bem
como no volume de passageiros transportados;
-as recomendações do Egrégio Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro,
– que a planilha tarifária modelo Geipot na qual se baseou o reajuste definido pela Portaria
DETRO/PRES. N° 1369/17 aplicou sobre o preço médio do óleo diesel uma redução de 8%
a título de ressarcimento de ICMS devido às permissionárias e concessionárias de
transporte coletivo rodoviário;
– que de acordo com esclarecimentos prestados pela Secretaria Estadual de Fazenda e
Planejamento tal ressarcimento não mais se aplica, em função de alteração das normas
legais;
– finalmente, a elevada participação do preço do combustível na composição do custo dos
serviços, impondo a necessidade de revisão do cálculo realizado,

RESOLVE:
Art. 1º – Ficam reajustados os coeficientes tarifários das linhas e seções do sistema de
transporte coletivo rodoviário intermunicipal de passageiros no Estado do Rio de Janeiro,
nos percentuais de 6,84% para os serviços metropolitanos (tarifas “SA”, “A” e “AC”), de
4,07% para os serviços urbanos não metropolitanos (tarifa “SA”) e de -5,23% para os
serviços rodoviários não metropolitanos (tarifas “A” e “AC”).
Art. 2º – Passam a vigorar os seguintes coeficientes tarifários:
I – Nas ligações de tarifa diferenciada “SA”, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro:
Coeficientes: 16,9227 e 0,1456
II – Nas ligações de tarifa diferenciada “SA”, fora da Região Metropolitana do Rio de Janeiro:
Coeficiente: 264,1815
III – nas ligações de tarifa quilométrica do tipo “SA”, na Região Metropolitana do Rio de
Janeiro:
Coeficiente (piso I): 0,2634
Coeficiente (piso II): 0,2941
IV – Nas ligações de tarifa quilométrica do tipo “SA”, fora da Região Metropolitana do Rio de
Janeiro:
Coeficiente (piso I): 0,2894
Coeficiente (piso II): 0,3337
V – Nas ligações de tarifa quilométrica do tipo “A”, na Região Metropolitana do Rio de
Janeiro:
Coeficiente (piso I): 0,3531
Coeficiente (piso II): 0,4586
VI – Nas ligações de tarifa quilométrica do tipo “A”, fora da Região Metropolitana do Rio de
Janeiro:
Coeficiente (piso I): 0,2948
Coeficiente (piso II): 0,3351
Art. 3º – Os valores das tarifas passam a ser os constantes do Anexo desta Portaria,
arredondados entre 0 (zero) e 5 (cinco) centavos de real de acordo com os seguintes
intervalos:
De 0,00000 até 0,02549 para 0,00
De 0,02550 até 0,07549 para 0,05
De 0,07550 até 0,09999 para 0,10
Art. 4° – As empresas que praticarem tarifas promocionais autorizadas pelo DETRO/RJ
poderão aplicar o mesmo percentual sobre os valores promocionais, observando a mesma
vigência deste reajuste.
Parágrafo Único – as empresas que majorarem os valores promocionais na forma do caput
deste artigo deverão informar ao DETRO/RJ, no prazo de 10 dias após a publicação desta
Portaria, quais as linhas que sofreram alteração.
Art. 5º – As permissionárias e concessionárias deverão afixar imediatamente no interior dos
veículos, junto ao posto do cobrador, nos guichês de venda de passagens, e se for o caso,
nos meios eletrônicos próprios de comunicação, aviso informando aos usuários sobre a
vigência dos novos valores.
Parágrafo Único – O não cumprimento do disposto no caput deste artigo sujeitará as
empresas às sanções previstas nas Normas Disciplinares que acompanham o Decreto
45.859/16.
Art. 6º – Os valores tarifários indicados no Anexo vigorarão a partir de zero hora do dia 14 de janeiro de 2018.
Art. 7° – Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as
disposições em contrário, especialmente a Portaria DETRO/PRES. N° 1369/17.

Detro decreta caducidade nas linhas da Cruzeiro do Sul e intervém totalmente na Expresso Mangaratiba

Enquanto a intervenção na Expresso começa na terça, a intervenção na Expresso começa no próximo sábado.

Passageiros de 19 linhas da Baixada Fluminense sentirão mudanças significativas nesta semana. Em duas portarias publicadas no Diário Oficial do Estado na última quinta (30/03) e sexta-feira (31/03), o Departamento Estadual de Transportes Rodoviários (DETRO) interviu nas linhas da Expresso Cruzeiro do Sul (RJ 103) e Expresso Mangaratiba (RJ 137). Serão convocadas 5 empresas para operar as linhas das duas empresas. Confira como ficará a situação de cada uma das duas empresas intervidas:

CRUZEIRO DO SUL

1-P1270958

A Cruzeiro do Sul perdeu a concessão de suas linhas, consequentemente, encerrará as atividades nesta segunda-feira.

Em uma primeira portaria publicada na quinta-feira, dia 30/03, o DETRO decretou a caducidade do contrato de concessão da Cruzeiro do Sul em relação às linhas 410T (São João de Meriti x Barra da Tijuca) e 420T (Nilópolis x Barra da Tijuca via Mesquita), licitadas em 2008, visando garantir o pleno atendimento aos usuários das linhas operadas pela empresa, considerando a regularidade, qualidade, continuidade e segurança do serviço. A decisão foi motivada pelo grande número de reclamações registradas na Ouvidoria do Detro e pelo não cumprimento das cláusulas contratuais. Apesar do prazo dado pela autarquia, a empresa não regularizou suas pendências em relação à prestação do serviço, em especial descumprimento de horários, mau estado de conservação da frota e falta de ônibus, além de não comprovar regularidade trabalhista, fiscal e previdenciária. Com a consequente caducidade do contrato, a empresa está ‘tecnicamente’ extinta.

Diante disto, foi convocado para assumir as linhas, em caráter emergencial, a Transportes Flores na 410T e a Nilopolitana na 420T. A Transportes Flores irá escalar 10 ônibus, enquanto que a Nilopolitana escalará 13 ônibus, onde o mínimo que havia sido determinado pelo Detro era de 8 ônibus em cada uma das duas linhas.

A operação emergencial começa a valer a partir desta terça-feira (04/04)

EXPRESSO MANGARATIBA

1-P1130803

Aguardada por todos os usuários, o DETRO publicou na sexta, dia 31/03, a tão esperada intervenção total nas linhas da Expresso Mangaratiba. Após perder 5 linhas numa primeira intervenção, ocorrida em Janeiro, agora a empresa sediada em Duque de Caxias perde todas as outras 17 linhas que ainda operava, na ligação entre os municípios da Baixada com a Costa Verde (Itaguaí e Mangaratiba). A empresa já vinha sendo alvo de diversas operações do Ministério Público, Procon e de prefeituras locais (como a de Mangaratiba).

Além da falta visível de manutenção de seus ônibus, seus funcionários reclamam do atraso nos salários e de outros benefícios. Com o grande número de reclamações recebidas pela ouvidoria, referentes aos serviços prestados pela empresa, o Detro constatou que a empresa não possui frota em condições de atender adequadamente à população, além de não ter demonstrado regularidade fiscal, trabalhista e previdenciária. A intervenção tem validade de 365 dias. Durante este prazo, se a Expresso Mangaratiba regularizar sua situação, a decisão poderá ser reavaliada.

Suas 17 linhas serão operadas pelas empresas Expresso Recreio (RJ 230), Expresso Real Rio (RJ 133) e Auto Viação Reginas (RJ 110), conforme mostra a tabela abaixo.

Capturar

As mudanças ocorrerão a partir do próximo sábado, dia 08/04.

Flores, Mageli, Real Rio e Vera Cruz saem do Américo Fontenele por motivo de segurança

Decisão partiu após ônibus de 3 das empresas do Grupo JAL terem sido apedrejados na Central do Brasil.

1-p1260930

A linha 478B (Mesquita x Central) foi uma das que saíram do Terminal Américo Fontenele. 

Quem circula pelo Terminal Américo Fontenele já deve ter reparado que algumas linhas de 4 empresas saíram do local. São elas: Transportes Flores, Expresso Real Rio, Transportes Mageli e Auto Viação Vera Cruz. Esta mudança foi decidida, inicialmente, pela Flores, Real Rio e Mageli, após no último sábado cerca de 8 ônibus da Flores e Real Rio terem sido apedrejados por um não-pagamento de uma “taxa” para criminosos do Morro da Providência. Nesta decisão conjunta, a Mageli e a Vera Cruz também optaram em restabelecer os itinerários anteriores das linhas até a Candelária.

Sem título.jpg

Imagens publicadas no Facebook no último sábado mostra o rastro de destruição após as depredações. Autor do post: Luiz Felipe Grigório

Ao todo, foram 14 linhas que tiveram seus itinerários alterados, de acordo com o antigo ponto final na Candelária e na Praça Mauá, já que anteriormente as linhas foram encurtadas em razão da inauguração da linha 1 do VLT.

Empresa Linha Novo local*
Vera Cruz 478B – Mesquita x Central (via Chatuba) Rua Sacadura Cabral, em frente ao Hospital dos Servidores
479B – Mesquita x Central (via Banco de Areia e Praça Mauá) Rua Sacadura Cabral, em frente ao antigo prédio do INEA
Flores 471B – Praça da Bandeira x Central Avenida Presidente Vargas, entre a Rua Uruguaiana e a Avenida Rio Branco (pista central)
472B – Coelho Branco x Central
474B (473B) – Coelho da Rocha x Central
Real Rio 112B – Itaguaí x Central Rua Visconde de Inhaúma, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Acre (sentido Central), em regime circular
116B – Itaguaí x Central
144B (441B) – Santa Sofia x Central
444B – Cabuçu x Central (via KM 32)
446B – Lagoinha x Central (via KM 32)
Mageli 140B – São João de Meriti x Central Rua Visconde de Inhaúma, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Acre (sentido Central), em regime circular
511B – Parque Araruama x Central
512B – Vilar dos Teles x Central
513B – Vila Tiradentes x Central (via Vila Rosali)
514B – Éden x Central
516B – Venda Velha x Central
* Os locais não estão precisos, pois alguns motoristas estão realizando outros itinerários para evadir-se do Américo Fontenele

Segundo informações apuradas, criminosos do Morro da Providência estariam cobrando uma propina de R$ 4.000,00 das empresas que circulam no Terminal Américo Fontenele para usufruírem do terminal, que é de responsabilidade da concessionária Rio Terminais. Mesmo os “criminosos” terem deixado as empresas pararem no terminal no período diurno, o Portal Flumibuss esteve circulando na região da Presidente Vargas e Central e não viu nenhum ônibus das empresas parando no Terminal.

1-p1270239

As empresas tentam uma reunião com o secretário de segurança, Roberto Sá, para tentar contornar a situação, mas até agora nenhum resultado concreto foi divulgado, e isto porque a sede da Secretaria Estadual de Segurança fica próxima ao Terminal. Até não se resolver a situação, os passageiros serão os mais prejudicados por uma decisão de preservar o patrimônio (os ônibus).