Legados Olímpicos da Mobilidade: o Sightseeing Rio

Sucesso em outras capitais, como Curitiba, São Paulo, o Rio de Janeiro lançou o serviço municipal de ônibus turísticos.

sightseeing-rio-004No primeiro capítulo da série semanal que vai mostrar os legados Olímpicos na mobilidade urbana, o Portal Flumibuss mostra a primeira linha criada pelo poder público de ônibus de turismo ‘sightseeing’. O “Sightseeing Rio” foi criado em meio ao fervor das Olimpíadas Rio para justamente atrair os turistas para um serviço de ônibus turísticos, semelhantes às outras capitais brasileiras (como São Paulo, Curitiba e Porto Alegre). Criação da Rio Ônibus com parceria da Riotur, o serviço iniciou as operações no dia 15 de Agosto, com a linha ligando a Praça General Osório à Praça Mauá, passando pelas principais atrações turísticas do eixo, como o Pão de Açúcar, o Castelinho do Flamengo, o Palácio Tiradentes e os Arcos da Lapa.

Capturar 4.JPG

Itinerário do Sightseeing Rio, que passa pelos principais pontos turísticos do eixo Centro x Zona Sul. Foto: Google Maps

São 4 veículos em operação no serviço, sendo 3 frescões e 1 ônibus double-decker panorâmico.

O DD, modelo Viale DD Sunny, equipado com o chassi Mercedes Benz O-500U de 245cv., pertence à Expresso Recreio (que também colocou um frescão). O carro, fabricado em 2011, estava circulando no City-tour da cidade de Cabo Frio até o início deste ano.

sightseeing-rio-006

O outro veículo da Expresso Recreio é um New Road 340, fabricado pela Neobus, com o chassi Mercedes Benz OF-1721 equipado com suspensão com ar. O ônibus prefixo D12120, que iniciou suas operações em 2015, estava circulando nas linhas de Santa Cruz até ser repassado ao serviço turístico.

sightseeing-rio-001

sightseeing-rio-002

A Premium Auto Ônibus, agora com participação da Expresso Recreio, também destinou um dos novos New Road 340, adquiridos neste ano, para o serviço. Com o chassi Volkswagen 17.230 OD, o frescão (prefixo C41896) conta também com espaço interno para colocação de bagagens

sightseeing-rio-003

O quarto ônibus do Sightseeing pertence à Viação Normandy. Com a carroceria Marcopolo Audace, equipado com o chassi Mercedes Benz OF-1721, o ônibus (prefixo C12522), fabricado em 2013, estava em circulação entre a linha 2345 (Valqueire/Castelo) e o fretamento da Ordem dos Advogados do Brasil, no Centro do Rio.

sightseeing-rio-005

A passagem custa R$ 80, com direito à múltiplos reembarques ao longo do itinerário. Até segunda ordem, a passagem só poderá ser adquirida nos próprios ônibus, podendo ser pago com cartões de crédito e débito, além de dinheiro. Crianças de até 7 anos não pagam. Há a previsão de expansão da rede Sightseeing Rio, com linhas ligando os principais pontos turísticos da cidade. Em breve haverá um aumento da frota da “ST01”, com a chegada de mais dois DD’s.

Na próxima semana, o legado do BRT TransOlímpica.

Anúncios

Os BRT da Normandy

Última empresa à entrar no Consórcio BRT, a empresa apostou nos ônibus de 23 metros.

Normandy 002O Consórcio BRT, formado pelas empresas que operam os corredores da cidade (TransOeste, TransCarioca, TransOlímpica e – futuramente – o TransBrasil), desde o mês de Abril conta com uma nova integrante: a Viação Normandy do Triângulo, originalmente do Consórcio Transcarioca, passou a operar nos corredores de alta capacidade. A aposta da empresa foi nos ônibus de 23 metros – o que será padrão de agora em diante – fabricados pela Marcopolo, com carroceria Viale BRT e equipado com chassi Mercedes Benz O-500MDA, de 354 cavalos.

As 44 unidades adquiridas foram espalhadas pelas “Trans”, mas neste período de Jogos Olímpicos, os ônibus foram destinados aos serviços especiais criados para atender aos espectadores da região do Parque Olímpico da Barra e do Complexo de Deodoro.

Normandy 001

BRT da Normandy na linha especial Centro Olímpico x Jardim Oceânico (Semi-Direto), do lote 0 da TransOeste. A linha opera com intervalos de 60 segundos e só conta com 2 paradas intermediárias (Barra Shopping e Bosque de Marapendi)

As linhas Centro Olímpico x Jardim Oceânico (Semi-Direto) – do Lote 0 da TransOeste, Centro Olímpico x Vicente de Carvalho (Semi-Direto) – da TransCarioca, e Vila Militar x Recreio – da TransOlímpica, só estão acessíveis, segundo a Secretaria Municipal de Transportes, à quem possuir o Cartão dos Jogos Rio 2016, embora o Portal Flumibuss constatou que em algumas estações dos BRT, não foi preciso apresentar o mesmo. Após os Jogos, parte dos BRT’s serão destinados à TransOlímpica, que liga o Recreio (Terminal Salvador Allende) à Vila Militar, passando pela Via Tancredo Neves (nome oficial da TransOlímpica) e pelos conjunto de túneis Cauby Peixoto e Nelson Carneiro, que ligam Curicica à Sulacap.

Confira abaixo uma galeria com alguns dos BRT da empresa
(Para visualizar em tamanho maior, basta clicar na imagem)