Na estrada: Viação Bassamar em fotos

Bom dia!

Nesta atualização, o Portal Flumibuss pega novamente a estrada e desembarca na região conhecida como Zona da Mata mineira, mais precisamente entre as cidades de Juiz de Fora e Leopoldina. E traz para vocês, um pouco da frota da Viação Bassamar, uma das operadores rodoviárias da região. Com linhas que ligam Juiz de Fora aos municípios de Lima Duarte, São João Nepomuceno, Bias Fortes e Descoberto; e de Leopoldina para Argirita, Tebas e Arrasta Couro, sua frota assemelha, em idade média, às empresas da capital, com carros relativamente novos, mas em sua ampla maioria sem ar-condicionado (característico das empresas mineiras). Venha ver neste álbum uma seleção de fotos de sua vasta frota!

Viação Bassamar Ltda. – http://on.fb.me/1iCfunI
Rua Manoel Vilar, 100 – Democrata, Juiz de Fora – MG

As fotos aqui registradas pertencem ao dia 03/03/2014. Fotos de livre circulação, desde que preservados os créditos.

Bassamar 001 Bassamar 002 Bassamar 003 Bassamar 004 Bassamar 005 Bassamar 006 Bassamar 007 Bassamar 008 Bassamar 009

Anúncios

Conhecendo a Grande Vitória: O sistema municipal de Vitória

Dando prosseguimento a nossa série Conhecendo a Grande Vitória, na postagem de hoje, iremos abordar sobre o sistema municipal de Vitória. Mas antes, um pouco da história da cidade!

A história da Vitória

Vitória surgiu devido aos constantes ataques indígenas, franceses e holandeses a Vila Velha, que era a capital da capitania do Espírito Santo. Os portugueses decidiram então mudar a capital e escolheram uma ilha próxima ao continente, chamada pelos índios de Ilha de Guanaani. A Vila Nova do Espírito Santo, como era denominada, foi fundada em 8 de setembro de 1551 e posteriormente denominada Vitória, em memória da vitória em uma grande batalha comandada pelo donatário da capitania, Vasco Fernandes Coutinho, contra os Goitacases.
Até o século passado, os limites da capital capixaba eram o atual Forte de São João, onde atualmente está localizado o Clube de Regatas Saldanha da Gama, próximo ao centro da cidade, e também o morro onde funciona o atual hospital da Santa Casa de Misericórdia, no bairro Vila Rubim. A cidade foi sendo construída nas partes altas, o que deu origem a diversas ruas estreitas. A parte de baixo foi sujeita a ataques e devido a isso foram construídos vários fortes na beira do mar.

Instituto dos Advogados de Vitória (foto superior) e Centro Histórico (foto inferior)  – Fotos extraídas do Wikipédia

Em 24 de fevereiro de 1823 (17 de março de 1829 ?) a vila de Vitória foi elevada a cidade, mas seu isolamento insular evitava seu desenvolvimento. A partir do ano de 1894, com o ciclo do café, iniciaram-se na ilha diversos aterros nas partes baixas da cidade, alterando a forma da ilha e modernizando-a. Foram construídas após disso diversos bairros, escadarias e foram derrubados casarões. Além disso foi melhorado o saneamento.
Em 1941 surgiu o primeiro cais na capital e em 1927 a ponte que ligou a ilha ao continente. O porto se desenvolveu. Em 1949 foram feitos mais aterros e foram construídas amplas avenidas. Depois dessas várias mudanças a cidade tornou-se o maior centro do Espírito Santo. Em 1970 o Porto de Vitória se tornou um dos mais importantes do país, e a capital começou a se industrializar. A modernização da ilha gerou o desaparecimento de quase todos os vestígios da Colônia e do Império na ilha.

Para acessar Vitória, foram construídas 3 pontes:

– A Ponte Florentino Avidos (também conhecida por 5 Pontes), que liga a Rodoviária ao bairro (e terminal Transcol) de São Torquato, que foi construída em 1927
– A Ponte do Príncipe (conhecida por 2ª Ponte), que liga à Av. Nair Azevedo Silva (bairro Ilha do Príncipe) à Rodovia Carlos Lindenberg (Vila Velha), inaugurada em 1979
– E a Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça (ou a 3ª Ponte), integrante da ES-060 (Rodovia do Sol), que liga a Reta da Penha ao Centro de Vila Velha. A 3ª Ponte é considerada uma das 10 maiores pontes do país, com um vão central de 70m de altura (o 2º maior)

E o sistema municipal é composto por 56 linhas, com uma frota de 342 veículos, divididos entre 3 empresas: Viação Grande Vitória (esta também opera linhas do sistema Transcol), Viação Tabuazeiro e Unimar Transportes (outra que opera no sistema Transcol). Não há uma numeração padrão para as empresas. A tarifa dos ônibus convencionais é de R$ 2,35 e a dos ônibus seletivos, R$ 2,50. Vejam abaixo uma galeria de fotos com ônibus das 3 empresas, confiram!

Conhecendo a Grande Vitória: As super-linhas 561 e 562

Marcando a nova era do Portal Flumibuss, agora intitulado de 2.0, hoje iremos começar uma série de postagens sobre a Região Metropolitana de Vitória. Na primeira postagem, vamos conhecer as super-linhas 561 e 562

Criadas em Julho deste ano, as linhas 561 (Terminal Campo Grande x Terminal Jacaraípe) e 562 (Terminal Campo Grande x Terminal Laranjeiras) foram idealizadas à fim de atender usuários as linhas fragmentadas que operam no trajeto da 561/2. Ambas só rodam aos domingos e feriados.

A linha 561 substitui as linhas 515 (Terminal Laranjeiras x Terminal Campo Grande), 523 (Terminal Jacaraípe x Terminal Jardim América) e 572 (Terminal Laranjeiras x Terminal São Torquato), enquanto que a 562 substitui as linhas 509 (Terminal Carapina x Terminal Campo Grande), 527 (Terminal Carapina x Terminal Jardim América), 559 (Terminal Laranjeiras x Terminal São Torquato – via Terminal Carapina) e 742 (Terminal Campo Grande x Terminal São Torquato – via Terminal Jardim América).
No começo, como há um público maciço nestas linhas, a ideia era que ambas rodassem com ônibus articulados. Mas como há poucos articulados na Grande Vitória, apenas a 561 os usufrui, enquanto que os da 562 passam aperto com os carros convencionais. Para terem uma noção, o trajeto ida + volta da 561 é feito em 2 horas e meia e da 562 em 2 horas.

Nesta galeria, fotos de alguns carros operando nas super-linhas.

Viação Grande Vitória – 13181 / CAIO Millenium II MB O-500MA
Linha: 561 – Terminal Jacaraípe x Terminal Campo Grande (via Dante Michelini)

Santa Zita Transportes Coletivos – 20271 / Busscar Urbanuss Pluss MB O-500MA
Linha: 561 – Terminal Jacaraípe x Terminal Campo Grande (via Dante Michelini)

Santa Zita Transportes Coletivos – 20274 / Busscar Urbanuss Pluss MB O-500MA
Linha: 561 – Terminal Jacaraípe x Terminal Campo Grande (via Dante Michelini)

Santa Zita Transportes Coletivos – 20278 / Busscar Urbanuss Pluss Volvo B12M
Linha: 561 – Terminal Jacaraípe x Terminal Campo Grande (via Dante Michelini)

Serramar Transporte Coletivo – 17193 / Busscar Urbanuss Pluss MB O-500MA
Linha: 561 – Terminal Jacaraípe x Terminal Campo Grande (via Dante Michelini)

Viação Netuno – 25349 / Marcopolo Torino VW 17.230 EOD
Linha: 562 – Terminal Laranjeiras x Terminal Campo Grande (via Reta da Penha)

Viação Netuno – 25353 / Marcopolo Torino VW 17.230 EOD
Linha: 562 – Terminal Laranjeiras x Terminal Campo Grande (via Reta da Penha)

Viação Grande Vitória – 13208 / CAIO Apache Vip II MB OF-1722M
Linha: 562 – Terminal Laranjeiras x Terminal Campo Grande (via Reta da Penha)

Viação Netuno – 25337 / Marcopolo Torino VW 17.230 EOD
Linha: 562 – Terminal Laranjeiras x Terminal Campo Grande (via Reta da Penha)

Nas próximas semanas, mais postagens conhecendo a Grande Vitória! \o/ E ah, não deixem de votar no prêmio Top Blog, que está na 2ª fase e este humilde espaço foi um dos 100 finalistas! \o/

Trólebus: Uma tecnologia em extinção

Olá amigos, de volta após uma pausa no final de semana anterior e muita ralação durante a semana, este final de semana, iremos pôr tudo nos trilhos… Enfim, hoje para marcar o retorno, vamos comentar sobre o trólebus. Extinto no Rio por volta dos anos 60, o ônibus trólebus ainda existe em algumas cidades brasileiras, e o exemplo mais recorrente é em São Paulo, onde há duas empresas que operam o serviço de trólebus. A Ambiental Transportes, integrante do consórcio 4Leste, e a Metra, que opera no EMTU. O  debate: Qual a desvantagem e vantagem de se manter um sistema deste? Vale lembrar que o trólebus em Sampa já tem mais de SESSENTA ANOS (se não, mais!). Aqui embaixo, vai uma galeria de fotos registradas por lá. Nas próximas publicações, vocês conhecerão um pouco de Sampa!

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano
Sede: São Bernardo do Campo/SP

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano – 7208 / Busscar Urbanuss Pluss LF HVR Trólebus
Linha: 289 – Terminal Piraporinha x Terminal Jabaquara (via Terminal Diadema)

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano – 7215 / Busscar Urbanuss Pluss LF HVR Trólebus
Linha: 290 – Terminal Diadema x Terminal Jabaquara

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano – 7218 / Busscar Urbanuss Pluss LF HVR Trólebus
Linha: 289 – Terminal Piraporinha x Terminal Jabaquara (via Terminal Diadema)

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano – 7400 / CAIO Millenium II MB O-500U Trólebus
Linha: 289 – Terminal Piraporinha x Terminal Jabaquara (via Terminal Diadema)

Metra – Sistema de Transporte Metropolitano – 7401 / CAIO Millenium II MB O-500U Trólebus
Linha: 289 – Terminal Piraporinha x Terminal Jabaquara (via Terminal Diadema)

Ambiental Transportes Urbanos – Consórcio 4 Leste
Sede: Tatuapé, São Paulo/SP

Ambiental Transportes Urbanos 4 1819 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1824 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1827 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1828 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1829 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1830 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1836 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 4113/10 – Gentil de Moura x Praça da República

Ambiental Transportes Urbanos 4 1905 / CAIO Millenium III MB O-500U Trólebus
Linha: 2100/10 – Terminal Vila Carrão x Praça da Sé