Os Apache Vip novos da Rio Lagos

A cidade de Saquarema, na Região dos Lagos, recebeu recentemente, a adição de 4 novos ônibus às linhas municipais da cidade. A Rio Lagos Transportes, operadora do transporte municipal da cidade, adquiriu 4 novos Apache Vip, da CAIO Induscar, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721 equipados com suspensão a ar. São os primeiros urbanos de 17 toneladas adquiridos de fábrica pela empresa, desde o lançamento desta categoria, há 20 anos.

DSCN0126

Os mesmos vieram com as seguintes características:

  • Paineis eletrônicos da Mobitec, distribuídos pela frente, lateral e interno
  • Câmera de auxiliamento para manobras, instalado na lateral da porta
  • Sem ar-condicionado
  • Poltronas totalmente estofadas
  • Elevador para portadores de necessidades especiais no meio do ônibus

Os 4 ônibus foram espalhados pelas linhas que saem do Centro de Saquarema com destino aos bairros de Palmital, Serra do Mato Grosso e Sampaio Correa, e são acréscimos de frota. Com eles, a frota da empresa passa a ter 38 ônibus, o que é considerado pela população da cidade muito baixa, pois como a empresa atende 15 linhas, muitos itinerários são escassos na oferta de ônibus, como os bairros Barra Nova, Itaúna e Boqueirão.

Confira mais fotos!

Anúncios

Regulamentado a padronização individual das empresas da cidade

As empresas estão livres para colocar a pintura que desejarem, desde que sigam algumas regras da SMTR

O que parecia um sonho, nos próximos meses, virará realidade. A Secretaria Municipal de Transportes publicou no Diário Oficial a portaria que regulamenta a padronização individual das empresas que operam na cidade do Rio. A antiga padronização, implantada em 2010 pelo então secretário Alexandre Sansão, arrolado à licitação que originou os consórcios da cidade, foi revogada na semana passada pela secretária da pasta, Virgínia Salerno. E a padronização individual por empresa é uma das medidas do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre a Prefeitura e o Rio Ônibus, sindicato que representa as empresas de ônibus da cidade. O TAC prevê, também, a climatização total da frota até Setembro de 2020, além da implantação de USB e Wi-Fi nos ônibus, do lançamento do aplicativo Ônibus.Rio, que permitirá a consulta aos itinerários e saber o horário aproximado dos ônibus, do lançamento oficial do Rio Card Duo, que servirá como cartão de transporte e cartão de compras internacional, além de maior transparência sobre as finanças das empresas.

Na resolução publicada hoje, as empresas deverão obedecer alguns critérios estabelecidos pela secretaria, como a manutenção do nome do consórcio, e a fixação do logo da Prefeitura e uma parte da saia (espaço entre o friso lateral e o asfalto) deverá permanecer em branco. Na frente e na traseira, deverão constar o logo das empresas e o prefixo do ônibus (mantendo o padrão letra + numeração – X00000), conforme mostra a disposição publicada:

Modelos de pintura que deverão ser seguidos pelas empresas, respeitando os limites estabelecidos pela Prefeitura. Fotos: Reprodução Diário Oficial do Município

Hoje, no Museu de Arte do Rio (MAR) foi apresentado o protótipo do primeiro ônibus “despadronizado” da cidade. Trata-se do ônibus da Viação Ideal, modelo Apache Vip (da CAIO Induscar), com chassi Mercedes Benz OF-1721 L, que já circulava pela cidade com o prefixo B28580, e que foi selecionado para passar pelo processo de transformação. Na ocasião, o Prefeito Marcelo Crivella e o presidente do Rio Ônibus, Claudio Callak, apresentaram algumas das novidades, como a criação de um grupamento para combater a evasão de tarifa (o popular calote) e depredação no BRT. A multa para quem for pego dando calote é a mesma do VLT, R$ 170,00, com um acréscimo de 50% (R$ 255,00) em caso de reincidência. E para quem for pego vandalizando as estações, pagará uma multa de R$ 5.000,00 e será conduzido coercitivamente para a delegacia.

Modelo do novo ônibus que circulará no Rio a partir de 2020 (Foto: Fernanda Rouvenat/ G1)

Ônibus da Viação Ideal na Praça Mauá, durante a apresentação do pacote de medidas para melhorar o transporte no RJ. Foto: Fernanda Rouvenat / G1 Rio

No início desta semana, o ônibus da Ideal circulou pela cidade participando da gravação de um vídeo promocional que fora divulgado hoje, também, na página da Prefeitura do Rio no Facebook. Confira:

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FPrefeituradoRio%2Fvideos%2F899831756889639%2F&show_text=1&width=560

Leia na íntegra a resolução que regulamenta a padronização individual por empresa:

ATOS DA SECRETARIA

RESOLUÇÃO Nº 3004/SMTR DE 02 DE AGOSTO DE 2018.

DISPÕE SOBRE PADRÕES TÉCNICOS DE IDENTIDADE VISUAL EXTERNA DOS VEÍCULOS DO SERVIÇO PÚBLICO DE PASSAGEIRO POR ÔNIBUS – SPPO, DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIA

O Secretário Municipal de Transporte, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor e

CONSIDERANDO o consignado nos autos do processo nº 03/002.103/2018;

CONSIDERANDO o que constituí direito do poder concedente regulamentar os serviços e determinar alterações, modificando itens operacionais relacionados aos mesmos com a finalidade de melhor atender ao interesse público;

CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer identificação visual para o sistema

R E S O L V E:

Art. 1º Os Consórcios operadores do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus – SPPO/RJ poderão adotar identificação visual externa própria em seus ônibus.

Art. 2º A identificação visual dos veículos pretendida pelos consórcios deverá ser solicitada à Secretaria Municipal de Transportes, mediante o devido processo administrativo o qual deverá conter plantas coloridas de vista externa das laterais, frente, traseira e capota superior externa do padrão desejado, para cada modelo de carroceria utilizado, e a sequência Alfanumérica.

Art. 3º Diferentes consórcios poderão utilizar-se de uma mesma identificação visual, obedecendo-se, entretanto, ao estabelecido nos Artigos 1º e 2º desta Resolução.

Art. 4º Caberá a Subsecretaria Municipal de Transportes, a análise e considerações sobre a identificação visual.

Art.5º Caberá ao Secretário Municipal de Transportes o deferimento ou indeferimento da identificação visual requerida, considerando aspectos técnicos.

Art. 6º – São considerados os elementos obrigatórios na identificação visual conforme anexo único desta resolução:

  • Logomarca da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, no padrão vigente;
  • Numeração de Ordem no padrão alfanumérico;
  • Adesivagem sobre o canal de contato com a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro;
  • Adesivagem sobre o Disque Denuncia no vidro traseiro, conforme Lei 2.422/96;
  • Identificação do Consórcio

Art.7º Esta Resolução entra em vigor a partir da data de sua publicação.

Veja de perto e conheça todos os detalhes do carro da Ideal (clique/toque na miniatura para abrir a foto em maior resolução):

 

COM INFORMAÇÕES DO G1 RIO E DA PREFEITURA DO RIO.

O retorno dos ônibus com ar da Mauá e ABC para o eixo Niterói x São Gonçalo

As duas empresas adquiriram 60 ônibus com ar para operar as principais rotas entre Niterói e São Gonçalo.

Quem depende das linhas que ligam Niterói à São Gonçalo, operadas pela Auto Viação ABC e Viação Mauá, se surpreenderam neste mês de Julho com o retorno dos ônibus com ar-condicionado para as linhas 143 (Niterói x São Gonçalo), 408 (Alcântara x Niterói via Porto Velho), 409 (Alcântara x Niterói via Trindade) e 532 (Alcântara x Niterói).

Para a nova operação, as duas empresas adquiriram, juntas, 60 ônibus. As configurações escolhidas foram as mesmas: carroceria Torino, fabricado pela Marcopolo, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721 com suspensão a ar; Paineis eletrônicos da FRT, aparelho de ar-condicionado da Valeo Bus (antiga Spheros do Brasil), elevador para portadores de necessidades especiais da Foca-Braun e 2 portas para embarque e desembarque, sendo esta localizada no meio do ônibus. Seguindo as últimas compras, os novos ônibus da Mauá e ABC vieram equipados, também, com câmeras nas laterais e traseira que ajudam na hora de manobrar e com telas com sinal de TV aberta.

AUTO VIAÇÃO ABC:

P1400951

Os Torino adquiridos pela ABC também vieram com uma novidade. A adoção de uma nova pintura que, a princípio, ficará restrita aos ônibus com ar. Os 30 comprados por ela circulam nas linhas Alcântara x Niterói via Porto Velho (408) e Trindade (409). E eles substituem ônibus fabricados em 2007. A empresa não adquiria ônibus desde 2014, quando chegaram 2 Marcopolo Ideale.

VIAÇÃO MAUÁ:

P1400858

Já a Mauá optou por manter a tradicional pintura com o fundo prata, e as 30 unidades adquiridas foram divididas para as linhas 143 (Niterói x São Gonçalo) e 532 (Niterói x Alcântara), tapando alguns buracos na numeração sequencial da frota.

CURIOSIDADES:

  • Os 60 Marcopolo Torino adquirido por ambas são os primeiros após a unificação dos modelos Torino S com o New Torino. No caso destes, a base da carroceria é a do Torino S, porém, as lanternas (frontais e traseiras) são do New Torino.
  • Desde 2004 que não havia ônibus com ar circulando nas 4 linhas mencionadas nesta publicação. Há uma história, que circulou durante muito tempo, em que as principais empresas que operam entre Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (Grupo Galo Branco, Grupo Rio Ita e Grupo Mauá) fecharam um acordo para que nenhuma das empresas dos 3 grupos pusessem ônibus com ar-condicionado, acordo este que teria vigorado até este ano.

Confira mais fotos! (Clique/Toque na foto para abrir ela em tamanho maior)

São José adquire um pacote de ônibus semi-novos

Foram adquiridos ônibus oriundos de várias empresas, como a Matias, Estrela Azul e Nossa Senhora da Penha

A Viação São José, de Nova Iguaçu, atendendo as suas necessidades, foi às compras e adquiriu um grande pacote de ônibus semi-novos para acréscimo às suas frotas municipal e intermunicipal. Foram adquiridos:

  • 4 ônibus modelo Apache Vip, da CAIO, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721, fabricados em 2014, vindos da empresa Estrela Azul, na capital
  • 10 ônibus modelo Mega Plus, da Neobus, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1519, fabricados em 2014 e 2015, vindos da empresa Nossa Senhora da Penha, de Mesquita.
  • 7 ônibus modelo Audace, da Marcopolo, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1721, fabricados em 2014, vindos da empresa Matias, da capital
  • E, por fim, outros 5 ônibus modelo Apache Vip, da CAIO, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1519, fabricados em 2014, vindos da empresa Verdun, também da capital.
P1400679

Um dos 4 ônibus adquiridos da Estrela Azul, na capital.

Dos ônibus adquiridos, 5 Mega Plus e os 5 Apache Vip oriundos da Verdun foram destinados ao setor municipal da empresa, onde circulam na linha 123 (Nova Iguaçu x Vila de Cava), e o restante dos ônibus adquiridos foram destinados ao setor intermunicipal da empresa, sendo que os outros 5 Mega Plus adquiridos, os Apache Vip oriundos da Estrela Azul foram destinados à linha 541 (Nova Iguaçu x Pavuna – via Light) e os frescões oriundos da Matias circulam nas linhas de Belford Roxo para o Centro do Rio, que a mesma herdou da extinta Viação Caravele.

P1400372

Os frescões adquiridos da Matias vieram para reforçar as linhas que ligam Belford Roxo ao Centro do Rio.

Com as aquisições, a frota da empresa passa a ter, no total, 240 ônibus, sendo 58 na frota municipal e 182 na frota intermunicipal. Com a absorção das linhas da Blanco em Belford Roxo e Nilópolis, muito provavelmente ela terá que aumentar mais ainda.

Confira mais fotos:

Mirante recebe ônibus com ar-condicionado da Vila Rica

Os ônibus recebidos beneficiam moradores da região do Corumbá e Miguel Couto

A Viação Mirante, integrante do Consórcio Reserva de Tinguá, em Nova Iguaçu, recebeu uma leva de ônibus vindos da Viação Vila Rica, com o qual forma o grupo MVR. Trata-se de, ao menos, 10 ônibus modelo Torino, da Marcopolo, montados sobre os chassis Mercedes Benz OF-1418 e OF-1722M. Fabricados entre 2009 e 2010, os mesmos serviram à Viação Vila Rica até o início deste ano, na linha 749L (Morro Agudo x Pavuna – via Light), quando foram substituídos pelos CAIO Apache Vip, com tecnologia mais moderna.

1-P1400630

Com os ônibus climatizados da Mirante, Nova Iguaçu passa a contar com 61 ônibus climatizados, de um total de 440 que circula na cidade.

Possuem 2 portas, sendo a de desembarque (e de embarque para portadores de necessidades especiais) entre os eixos, letreiros eletrônicos da FRT, ar-condicionado da Spheros (a Valeo Thermal-Bus brand), e não circulam com a presença do cobrador.

1-P1400495

As linhas 119 (Nova Iguaçu x Corumbá) e 138 (Nova Iguaçu x Miguel Couto – via Ambaí) foram as primeiras beneficiadas.

Os 10 ônibus oriundos da Vila Rica substituem, na frota da Viação Mirante, parte dos ônibus Marcopolo Senior Midi, montados sobre o chassi Mercedes Benz OF-1418, fabricados em 2007, que haviam sido reativados para cobrir a demanda provocada pela adição de linhas da extinta Salutran ao quadro de linhas da empresa. As linhas beneficiadas foram a 119 (Nova Iguaçu x Corumbá) e 138 (Nova Iguaçu x Miguel Couto – via Ambaí).

Com os 10 climatizados da Mirante, Nova Iguaçu passa a ter 51 ônibus climatizados, o que correspondem à 11,6% da frota total de 440 ônibus. Cabe lembrar que a climatização do transporte municipal não está previsto no contrato de concessão assinado pelos consórcios (Reserva de Tinguá e Reserva do Vulcão), mas a Prefeitura está incentivando aos consórcios a compra de ônibus com ar-condicionado. A previsão é que, pelo menos, 20% da frota conte com aparelhos de ar-condicionado até o final do ano.

Confira mais fotos:

DETRO repassa linhas da Transportes Blanco para a São José

Ao todo, foram 5 linhas que passam para as mãos da São José a partir de sábado (07)

O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro-RJ) publicou na última terça-feira, duas portarias alterando critérios estabelecidos em duas intervenções de empresas, da Trans1000 e da Viação Caravele. A Transportes Blanco entregou ao órgão, 5 linhas que estavam sendo operadas por ela, e, por isso, a autarquia estadual requisitou a Viação São José para operar as seguintes linhas:

  • 124B – Nilópolis x Candelária (via Avenida Brasil – Rápido)
  • 522B – São Vicente x Central
  • 523B – Sargento Roncale x Central (via São Vicente)
  • 527B – Sargento Roncale x Praça Mauá (via São Vicente)
  • 1522B – São Vicente x Central (Executivo)
1-P1400397

Ônibus da Transportes Blanco em operação na 124B. A partir de sábado, a linha passa para as mãos da Viação São José.

O repasse das linhas levou em conta, segundo informações, a alta ociosidade que os ônibus da Transportes Blanco têm ao fazer o deslocamento entre a garagem-sede, em Queimados, e os pontos finais de Nilópolis e Belford Roxo. Cabe lembrar que a Blanco, mesmo sendo originalmente de Belford Roxo, havia deixado de operar na cidade em 2013, tendo vendido suas linhas originais de lá para a Auto Viação Vera Cruz.

1-P1400320

Com o repasse das linhas da Blanco para a São José, a empresa aumenta sua área de atuação em Belford Roxo

Ainda havia, sob a tutela da Blanco, a linha 131B (Nilópolis x Praça Mauá), porém, a mesma foi dada baixa pelo Detro.

Com as mudanças, a Viação São José está sendo considerada como a “substituta natural” da Viação Caravele, que sofreu intervenção em 2016, herdando quase todas as linhas que a empresa operava, com exceção da linha 519B (Areia Branca x Central/Candelária), que foi para as mãos da Vera Cruz.

Justiça derruba liminar e passagem já pode ser reajustada para R$ 3,95

No entendimento do Rio Ônibus, o aumento já vale a partir de quinta-feira, e a Prefeitura não deu previsão. Ministério Público vai recorrer novamente.

A novela que parecia ter um fim, ganhou um novo capítulo. A desembargadora Marília de Castro Neves Vieira, da 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, atendeu à uma série de argumentos dos Consórcios da cidade e derrubou a liminar que impedia o reajuste da passagem de R$ 3,60 para R$ 3,95. A liminar para suspensão do acordo firmado entre Prefeitura e Rio Ônibus, sindicato que representa os consórcios da cidade, havia sido impetrada pelo Ministério Público Estadual, que determinava que a Prefeitura apresentasse estudos que comprovassem que os R$ 0,20 referente à implantação do ar-condicionado foi excluído da base de cálculo da nova tarifa, conforme determinação da própria Câmara Cível.

1-P1390992

Ônibus da Auto Viação Palmares com passagem marcando R$ 3,60 ainda. Para Rio Ônibus, o reajuste com liberação da Justiça, já vale a partir de amanhã.

Ao analisar o recurso, a desembargadora entendeu que o adicional foi excluído, de fato, do cálculo da nova tarifa, conforme publicação do decreto municipal 43.601, de 31/08/2017.

“Ressalte-se, ainda que, como afirmado pela edilidade [prefeitura], o valor do adicional de R$ 0,20 (vinte centavos) não foi considerado na base de cálculo da nova tarifa, fixada em quantia inferior àquela que seria obtida caso utilizado o reajuste contratualmente previsto, já que, de acordo com a fórmula prevista no contrato de concessão, se chegaria a uma tarifa no valor de R$ 4,05 (quatro reais e cinco centavos)”, destacou.

Ainda no despacho de decisão, a magistrada alega que o Decreto 44.600 fixou uma “tarifa provisória de equilíbrio”, no valor de R$ 3,95, enquanto se concluem os trabalhos de auditoria feita pela Pricewaterhouse Coopers (PwC Brasil), contratada pela prefeitura para realizar a revisão tarifária conforme manda o contrato de concessão, assinado em 2010.

“O que não se pode autorizar é que, durante esse período, o sistema entre em colapso, diante da imposição de uma tarifa reconhecidamente insuficiente para remunerar os serviços”, assinalou a magistrada.

Em declaração feita ao RJ1, da TV Globo, o Rio Ônibus disse que o departamento jurídico teve o entendimento de que, a partir da cassação da liminar requerida pelo Ministério Público, o aumento já pode começar a valer 48 horas depois. No caso, o aumento passa a valer a partir desta quinta-feira (21/06). No entanto, a Prefeitura ainda não se pronunciou sobre quando irá aplicar o reajuste. O Ministério Público já avisou que irá recorrer novamente.

1-P1380899

Empresas como a Tijuca, Transurb e Estrela Azul são constantemente vistas com seus ônibus de ar-condicionado desligados, o que deixa o interior ainda mais abafado que o seu exterior.

Principal polêmica em relação à tarifa, o ar-condicionado, em certas empresas, virou uma lenda. Mesmo tendo o aparelho de ar-condicionado ali, os ônibus de empresas como a Transurb, Verdun, Estrela Azul e Auto Viação Tijuca são constantemente vistos pelas linhas da cidade com seus ônibus com o ar-condicionado desligado. Um ônibus com o ar-condicionado desligado e as janelas abertas fica mais abafado do que o exterior do mesmo, o que pode acarretar, até, problemas de saúde. A pergunta que fica no ar é se as duas partes respeitarão, integralmente, a implantação do ar-condicionado e não deixarão que cenas como essa da foto registrada pelo Portal Flumibuss RJ continue sendo recorrente. 

Leia a íntegra da decisão da desembargadora: https://goo.gl/i9TkKf

Com informações do Tribunal de Justiça do RJ e do G1 Rio